"

Qualidades do caráter de um discípulo


Humildade.
“Os humildes”; “os pobre de espírito” A humildade é a primeira qualidade inerente à condição humana. O oposto é o orgulho a soberba, a arrogância, a auto-suficiência, etc. 

Contrição.
“Os que choram”. Não são os que choram por raiva ou auto compaixão, e sim aqueles que ao conhecer-se diante de Deus se quebrantam por sua condição, pecado e miséria e mudam de atitude, se humilham. Também choram diante do amor e da graça de Deus. Alem disso, sensibilizados pelo amor de Deus, choram com os que choram, com os que sofrem, pelos perdidos. Eles serão consolados. 

Mansidão.
“Os mansos” obedecem com boa disposição são submissos, pacientes, tem domínio próprio. O contrario à mansidão é a rebeldia, que leve à violência, briga, gritos, insolência, queixa, impaciência, etc. 

Justiça.
“Os que têm fome e sede de justiça”. Não são os que exigem que se lhes faça a justiça, e sim aqueles que tem como o maior desejo em suas vidas o de serem justos, santos, retos, honrados, de boas obras. 

Misericórdia.
“Os misericordiosos”. Significa ter coração para aqueles que estão na miséria. A miséria tem duas expressões principais: Amabilidade para com todos, ajuda e generosidade com o que sofre. 

Pureza de coração.
“Os limpos de coração” Significa sinceridade, transparência boa consciência, desejos puros, intenções corretas, motivações santas, sem engano nem mentira sem hipocrisia. Eles verão a Deus. 

Paz.
“Os pacificadores”, perdoam, renunciam seus direitos, cedem, não brigam, preferem perder, tem resposta branda. Também pacificam a outros que estão com inimizades, são instrumentos de reconciliação.  Autor: Jorge Himitian

0 comentários