Últimas Postagens



  Quando alguém se refere a um aluno como "uma peça rara", de um jeito ou outro, pode-se aguardar algo extraordinário. Você antecipa que algumas características marcantes desse aluno afetarão sua classe ou a escola, de alguma forma. De fato, nosso caráter simboliza um conjunto de qualidades que nos caracterizam e diferenciam. Muito de nosso esforço educacional é dedicado em treinar os alunos para mudar o ponto de referência de si mesmos para a vida e interesse do próximo.

  A escola cristocêntrica, no entanto, tem seu ponto de referência no reconhecimento, seja por palavras, seja por ação, de que Cristo é a fonte e a reflexão de toda a sabedoria e conhecimento. Por conseguinte, o caráter de Cristo torna-se o modelo para o desenvolvimento do caráter na escola cristã. 

  Como estamos educando nossos alunos de maneira que reflitam, cada vez mais, as "singulares qualidades" de Cristo? Essa pergunta deve servir de base para todo o nosso ensino e prática. A resposta a essa pergunta deve, portanto, estar manifesta em todas as disciplinas e atividades da nossa escola. Com qual propósito? Com o propósito de que nossos alunos, revestidos do caráter de Cristo, transformem nossa cultura. (uma vida de cada vez)

  A educação cristã não existe para isolar os alunos de um mundo inconstante e assustador, mas seu propósito principal é equipá-los para buscar e revestir-se do caráter de Deus, para ser sal e luz num mundo decadente e tenebroso. Nossas escolas existem para preparar jovens para o reino do céu e para o mercado de opiniões, com o propósito de cumprir a obra de nosso Pai celestial, colaborando com Ele em Seu grande plano. Que Deus o capacite e lhe conceda sabedoria neste ano, ao discipular jovens e crianças que se tornarão verdadeiras "peças raras" de Cristo, e que transformarão o mundo para a glória de Deus.

Autor: Ken Smitherman